Meu Relacionamento com o Suporte SWA

Viajar é uma das coisas mais interessantes que tem na vida – conhecer novas pessoas, comer umas comidas estranhas, fazer uns bons amigos de outras nacionalidades… mas você já passou por perrengue, precisou de ajuda e não teve ninguém para te ajudar? Pois é, não queira passar por essa situação.

Eu cheguei na Irlanda em 2016 através da SWA e naquele mesmo ano me juntei ao time e o suporte passou a ser da Adri, com a minha cara. Tudo parecia ser muito legal, apesar de muito trabalho no início, de conhecer as pessoas que já estavam na Irlanda e, ao mesmo tempo, me conectar com aqueles que estavam a caminho do intercâmbio, eu não sabia, mas uma nova experiência de vida estava apenas começando. Eu mal imaginava quantas pessoas que passariam pela vida do suporte e quantas histórias cruzariam o meu caminho.

13714018_1109227732468960_578726767_n

Pega a pipoca que vai começar…

Relacionamento é aquela coisa, no início todo mundo é tímido e de poucas palavras, mas eu também era intercambista e estava estudando inglês assim como todos os outros alunos da SWA, então minha timidez passou rapidão e adivinha só? Me joguei sem medo de ser feliz. Apesar de, na época, eu ter apenas quatro meses de intercâmbio, eu já sabia que aqueles 3 mil euros que trazemos não eram suficientes, que achar casa não era a coisa mais fácil do mundo e que o inglês talvez não fosse chegar com tanta rapidez. A gente descobre e passa a perceber deste lado do suporte que a história se repete para todos os intercambistas, independente do objetivo de cada um.

Eu conheci diversas pessoas. No suporte ajudamos a preparar as malas, agendar o visto, comprar euro, como pegar o avião pela primeira vez, contamos que na Irlanda faz frio de verdade e que não tem aquecedor 24 horas, que o mercado mais barato não é o Tesco, que as frutas na feira são mais em conta, que há outras lojas além da Penneys, que é possível ir a Londres no final de semana com apenas 100 euricos. Ajudamos os solteiros a a se cadastrarem no Tinder, Once, Happn e outros apps para encontrarem um par romântico.

São tantas coisas que já vivemos juntos que eu ficaria horas escrevendo, mas sabe o que tira nossa camisa de suporte e nos deixa apenas com o coração de humano? Quando o intercambista nasce ainda lá no processo de vendas, chega aqui todo sonhador, começa a estudar, encontra um trabalho, faz a primeira, segunda e outras milhares de viagens, conhece um tantão de gente de lugares que muitas das vezes nunca ouvimos falar, e voa… Voa alto, mas sempre volta para compartilhar tudo de novo que viveu/está vivendo. Isso arranca um sorrisão da gente que vocês não têm noção. Parece bobo, mas ver o intercambista crescer nos deixa com a sensação de missão cumprida.

Alguns se tornam amigos, a gente deixa de ser o suporte e passa a ser o amigo para vida toda, a gente apresenta para a família, faz viagens juntos, torce e faz de tudo para que aquele aluno que agora é seu amigo dê certo no intercâmbio, e aí quando vocês se dão conta já estão compartilhando a vida. Outros, assim como eu, se juntam ao time e passam a ser parceiros de aventura no backstage. Isso dá tanto orgulho.

28436375_189046005041652_4562483890991661056_n

Aprendi a ouvir e a me relacionar com as histórias das pessoas. Cada um tem seu jeito, seu sonho, escolheram a Irlanda por N motivos, mas escolheram a SWA por muitas razões que nem sabíamos – eles procuravam por uma família e um apoio aqui do outro lado do mundo, alguém que estivesse aqui quando eles precisassem, e aí nasce o suporte. Como disse antes, o suporte ajuda em todas as coisas básicas, mas meu relacionamento com o suporte faz a gente ir além, além da linha agência e intercambistas. Gostamos de nos envolver no dia a dia da experiência, seja para ir a Diceys em uma sexta-feira, curtir aquela festa de aniversário, comer aquele churras em um dia de sol, almoçar juntos no Café Mineiro, comer bubble waffles, viciar geral em doughnuts, e contar para todo mundo que minha ilha favorita era Skerries, até eu conhecer a ilha do boi (Bull Island).

WhatsApp Image 2019-05-15 at 5.54.23 PM

O suporte mudou o destino do meu intercâmbio, me fez me reconhecer mais como humano, me ensinou a lidar com todos os tipos de pessoas, que nem sempre elas serão educadas, que por mais que você tente ajuda-las elas não querem ser ajudadas e algumas vezes vão reclamar do seu trabalho e também não vão gostar tanto de você. Tudo bem, cada experiência é uma lição. Não vamos agradar todo mundo, mas não deixaremos de entregar o que prometemos.

Por um outro lado, algumas pessoas marcam nossas vidas para sempre, elas vêm para ficar oito meses ou um ano e, como uma pena flanando, elas se vão voando alto e para bem longe. Mas nos lembramos delas como se ainda estivessem aqui.

Obrigada suporte por ser diversão disfarçada de trabalho. Ouvi um dia de um aluno que a gente não trabalha, a gente se diverte, e não é que isso é verdade? Pois é, quando decidi me jogar eu já sabia que ia ser a melhor experiência do meu intercâmbio, mas não sabia lá no início que seria tema da minha dissertação do mestrado.

Meu muito obrigada a você que confiou seu intercâmbio ao nosso suporte, e obrigada a todas as histórias que vivemos juntos… nosso trabalho continua, nosso relacionamento também, e saiba que podes procurar o suporte sempre que precisar, faremos o possível para te ajudar.

Beijos da Adri

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.